You are hereVóo especial

Vóo especial


Fernand Melgar
Swissinfo

O documentário do diretor suíço Fernand Melgar trata de um tema sensível na Suíça: um centro de detenção para estrangeiros em vias de expulsão do país, próximo ao aeroporto de Genebra.

Eles se chamam Alain, Chamain, Elvis, Geordry ou Serge. Todos são estrangeiros, originários de países como Kosovo, Nigéria, Senegal ou Marrocos e tem em comum o fato de não serem desejados na Suíça. Eles são os principais protagonistas do documentário "Vol spécial" (Voo especial) de Fernand Melgar.
 
O cineasta suíço originário de uma família espanhola de trabalhadores sazonais e, ele próprio também trazido ilegalmente à Suíça aos dois anos de idade, decidiu, com seu mais recente trabalho, fazer uma continuação ao premiado documentário "La Forteresse", que ganhou o Pardo de Ouro em 2008 na competição de cineastas do presente. Dessa vez, ao invés de acompanhar o cotidiano de um centro de solicitante de asilo político, Melgar dedicou 103 minutos a um centro de expulsão de estrangeiros localizado nas proximidades do aeroporto de Genebra.
 
"Frambois" (Framboesa) é o nome do centro, um dos 28 que existem na Suíça para abrigar as pessoas, cujo status legal no país ou o processo de solicitação de asilo foram indeferidos pelas autoridades. Quando o estrangeiro chega a um deles, o período de espera pode durar até dois anos até a decisão final da última apelação jurídica. Porém a expulsão pode ocorrer mais rápido, apesar de não ser, em muitos casos, voluntária. Voos especiais são organizados pelas autoridades, onde os renitentes são presos por amarras e acompanhados por agentes especiais.

Etiquetas