INICIATIVA INTERNACIONALISTA
18/05/2009

POLA DEMOCRACIA E A PRESUNCIÓN DE INOCÉNCIA   

As persoas e organizacións abaixo asinantes queremos expresar con a maior contundéncia a nosa indignación e a nosa alarma perante o gravísimo atentado contra as liberdades democráticas e contra a presunción de inocéncia, fundamento do Estado de Direito, que supón a ilegalización da candidatura às eleicións europeas Iniciativa Internacionalista-La solidaridad entre los pueblos, e esiximos a revocación da correspondente sentenza do Tribunal Supremo.

Queremos denunciar tamén a vergoñenta campaña de acoso e desprestíxio organizada polos grandes meios ao servizo dos poderes estabelecidos, à vez que expresamos a nosa solidariedade con Alfonso Sastre e as outras persoas a que se tenta criminalizar pola sua participación en Iniciativa Internacionalista.

Contacto para apoiar o texto:   frabetti@ctv.es

Ler o artigo completo


ACESO À INFORMACIÓN
18/05/2009

"A finaís de 1986 Cuca Tovar presentou unha solicitude no ConcelIo de Ourense
para consultar os libros rexistro do cemiterio de San Francisco dos anos 1936 a 1941
para documentar o seu traballo de investigación. Malia contar co informe favorable do
secretario do concelIo baseándose na Lei de Réxime Local, o alcalde negoulle a consulta, primeiro polo seu excIusivo desexo de que se dejara a los muertos en paz e, máis tarde, apoiando a súa decisión no feito de atoparse vacante a praza de arquiveiro.", informa Ana Mª Bande Bande, nun mui interesante artigo sobre as dificuldades de aceso à información conservada en arquivos públicos con que deparan as persoas que investigan a história recente do noso país.

O artigo aparece publicado no último número da  Revista Murguia.

Ler o artigo completo


ISRAEL OCUPA TODO O TERRITÓRIO DE PALESTINA
18/05/2009

Recentemente apareceron no metro de Londres cartaces publicitando Israel como destino turístico onde a totalidade de Palestina (incluindo Cisxordánia, a Faixa de Gaza e o leste de Xerusalem, mais os altos do Golán) aparecen como território israelita.
A asociación Palestine Solidarity Campaign, solicita apoio à demanda da retirada destes anúncios que dirixen às axéncias responsáveis da campaña (Advertising Standard e CBS Outdoor,)
Mais información aqui.

Ler o artigo completo


INICIATIVA INTERNACIONALISTA
16/05/2009

A plataforma Iniciativa Internacionalista-La Solidaridad entre los Pueblos, fixo pública o pasado dia 15 de Maio unha Declaración Política en que relatan os pasos dados polo governo, instado por coñecidos meios de comunicación, para ilegalizar a sua candidatura ao Parlamento Europeu.  

Luís Ocampo, en representación da candidatura dá a coñecer a opinión contrária à ilegalización da candidatura dos servizos de intelixéncia da Guarda Civel e o Corpo de Polícia Nacional por non existir constáncia de contactos con a "coalición clandestina" (da candidatura como tal e dos seus membros), teren os candidatos un "pasado impoluto" e o seu programa e consignas non facer "defensa da violéncia".

Ver o documento en catalán e en español.

 

Ler o artigo completo


ILEGALIZACIÓN DA CANDIDATURA INICIATIVA INTERNACIONALISTA
16/05/2009

"O Movemento polos Dereitos Civís denuncia que “novamente se persiga a persoas que teñen o dereito de participar nos asuntos públicos”. O voceiro do colectivo, Renato Núñez, critica, ademais, que “por meras e simples sospeitas carentes de fundamento” cidadáns e cidadás vexan coutados os seus dereitos a poder concorreren en igualdade de condicións nos próximos comicios europeos, como é o caso de Iniciativa Internacionalista - A Solidariedade entre os Pobos (II-SP).

Ler aqui o comunicado inteiro.

Ler o artigo completo


IMPUGNACIÓN DA CANDIDATURA ALTERNATIVA INTERNACIONALISTA
15/05/2009

O advogado xeral do estado, Joaquín de Fuentes Bardají, vé nas "conexións persoais" de Alfonso Sastre, cabeza de lista da candidatura Alternativa Internacionalista-La solidariedad entre los pueblos, indícios mui sérios de ser esta a "sucesora fraudulenta" da ilegalizada Batasuna.

Tendo en conta que, segundo o Sr. de Fuentes, unha lista como esta aspira a sacar, como máximo, un deputado, as "conexións persoais" do dramaturgo cobran especial relevo.

Ver aqui o texto da demanda.

 

Ler o artigo completo


RELATÓRIO DO GOVERNO VASCO
15/05/2009

A Dirección de Direitos Humanos do Departamento de Xustiza, Emprego e Seguranza Social do Governo Vasco acaba de facer público o seu  relatório: Documentación da Tortura en Detidos Incomunicdos no País Vasco. Do 200 ao 2008: abordaxe científica.  O obxectivo do traballo é analisar a realidade da tortura en persoas detidas incomunicadas, a sua incidéncia e factores asociados, asi como determinar, a partir de evidéncias contrastadas, o grau de fiabilidade das denúncias.

"O fenómeno da tortura" - afirma-se na introdución- "está submetido a versións contraditórias. A posición oficial das autoridades españolas é negar a sua existéncia. Ao contrário, desde diverss asociacións conclui-se que a tortura a detidos incomunicados é un problema con prevalencia alta. Desde organismos internacionais oficiais, sinala-se que "é prematura concluir que a tortura desapareceu de España" ou que "a frecuéncia da tortura é mais do que esporádica ou ocasional".

Ver aqui o Relatório.

 

 

 

 

Ler o artigo completo


COMUNICADO MIGREUROP E RE DOS DIREITOS HUMANOS
15/05/2009

 

Comunicado de Imprensa conjunto das Redes

MIGREUROP e Rede Euromediterrânica dos Direitos Humanos

O ministro da administração interna italiano, Roberto Maroni, ao considerar como uma “viragem histórica” a expulsão para a Líbia de 277 imigrantes, interceptados em 6 de Maio, e de 240, em 10 de Maio, não estava enganado. No entanto, longe de representar um avanço na luta contra a imigração ilegal, como alega o ministro italiano, este repatriamento significa que a Itália escolheu virar as costas aos princípios democráticos e aos seus compromissos no domínio dos direitos fundamentais.

Em 2004 e 2005, a Itália tinha já levado a cabo expulsões massivas para a Líbia de várias centenas que haviam desembarcado na ilha de Lampedusa, o que foi condenado pelo Parlamento Europeu, que se manifestou “profundamente preocupado com o destino de centenas de requisitantes de asilo [reenviados a um país] que não é signatário da Convenção de Genebra relativa ao estatuto dos refugiados, não tem um regime de asilo, não oferece qualquer garantia efectiva em termos de direitos dos refugiados e pratica detenções e expulsões arbitrárias”. Quatro anos mais tarde, a situação dos refugiados e migrantes na Líbia não mudou. Violência, maus tratos, detenções, violações, tortura e deportações estão sempre a verificar-se neste país que não assinou a Convenção de Genebra sobre Refugiados. No início de Maio, um vídeo apresentado pela imprensa Italiana mostrava os militares Líbios a impedir, sob a ameaça das armas, os migrantes a lançar-se ao mar rumo à ilha de Lampedusa. Esta é uma ilustração sinistra do “tratado de amizade” celebrado entre a Itália e a Líbia no Outono de 2008.

O que mudou foi o papel confiado agora à Libia pela União Europeia no combate à imigração ilegal. Reintegrada na comunidade internacional depois de anos de exclusão devido a actos de terrorismo, a “Líbia tem o potencial para tornar-se um parceiro chave da UE no Mediterrâneo e em África”. Estas foram as palavras do Comissário Europeu responsável pelos assuntos internos, que foi em Fevereiro oferecer a este país 20 milhões de euros para ajudar a melhor controlar as fronteiras, no quadro do processo de externalização da política migratória Europeia. De facto, para além dos recursos oferecidos pelos seus sub-solos - gás e petróleo - a Líbia ocupa um lugar decisivo no mapa das rotas migratórias rumo à Europa, e sabe como rentabilizá-lo. 20 milhões para permitir enviar milhares de mulheres, homens e crianças para os campos de detenção Líbios, colocando-os em perigo?

A União Europeia tem meios para que não seja cúmplice deste nova fase da guerra contra os/as migrantes: a Rede Euromediterrânica dos Direitos Humanos e a Migreurop esperam, por parte da Comissão Europeia, uma condenação firme destas expulsões por parte da Comissão Europeia, contrárias direito europeu e internacional, e que seja dado início a um procedimento judicial contra as autoridades Italianas. A Europa, que assinou a Carta dos direitos fundamentais, deve também renunciar a qualquer acordo de migração com países que claramente violam os direitos humanos.

Contacts :

Réseau Euro Méditerrannéen des Droits de l’Homme-REMDH: M. Chadi Sidhom : +32 486 96 86 13

Migreurop : Mme Claire Rodier : +33 1 43 14 84

Mme Sara Prestianni : +33 1 536 27 87 81-contact@migreurop.org

Mais información aqui.

Ler o artigo completo


Obama presidente
13/05/2009

Unha cámara de 1474 megapixeles gravou no acto en que Barack Obama prometeu o pasado 20 de Xaneiro o seu cargo de presidente dos EUA todo o público asistente. Agora podemos comprovar como a cámara captou a imaxe de todas e cada unha das persoas asistentes ao acto.

Ver aqui a imaxe global e as imaxes individuais.

 

Ler o artigo completo


SOBRE O ATAQUE DE ISRAEL A INSTALACIÓNS DA ONU EN GAZA
12/05/2009

"Um detalhado relatório de 184 páginas questionando o ataque de Israel contra edifícios da Organização das Nações Unidas no território palestino de Gaza foi meticulosamente reduzido a 27 paginas, por razões de segurança e de suscetibilidade política.", informa Interpress Service.

“Estamos muito decepcionados com a reação do secretário-geral, segundo o que pudemos saber” do informe, disse à IPS a representante da organização Anistia Internacional na sede da ONU, Yvonne Terlingen, para quem “o secretário-geral parece dizer à Comissão: muito obrigado, mas não vamos fazer mais nenhuma pergunta”.

Ler o artigo completo